5 Ideias Para Decorar Salas Pequenas

Tamanho não é documento. Descubra o que fazer para dar sensação de amplitude em salas compactas

Engana-se quem pensa que espaço é sinônimo de conforto. O grande segredo para cultivar um ambiente agradável e funcional é investir em uma decoração estratégica. E não se preocupe, existem várias formas de fazer isso.

https://br.pinterest.com/pin/306385580896551576/

Neste artigo você vai entender o porquê um apartamento pequeno não deve ser usado como desculpa para um apartamento apertado. Além de conferir algumas dicas de como tornar a sua sala confortável e espaçosa, seja qual for o seu tamanho.

1. Invista em móveis planejados

Quando se decora uma sala, independentemente do tamanho, é preciso sempre considerar o espaço destinado à circulação de pessoas. Ao desconsiderar esse “detalhe”, é muito provável que o ambiente acabe com aspecto de lugar apertado. E ninguém quer isso.

Especialmente em imóveis pequenos, a proporção entre mobília, metragem e espaço de circulação deve ser milimetricamente respeitada. Portanto, preservar a harmonia e, ao mesmo tempo, equipar a sala com todo o necessário, exige que haja investimento em móveis sob medida.

O grande diferencial dos móveis planejados, em comparação a aqueles que já são vendidos prontos, é a personalização. Ao contratar um profissional ou uma loja especializada em planejados, o projetista considera as suas necessidades e as peculiaridades da sua casa.

Ou seja, os móveis, nesse caso, são feitos exclusivamente para você. Isso evita problemas muito comuns como uma gaveta ou outra que ninguém usa, e compartimentos que não tem utilidade alguma.

Além disso, outra boa razão para escolher os móveis planejados é a aparência. Como eles se encaixam perfeitamente no cômodo, há mais harmonia em relação a cada cantinho da sala. Vale a pena o investimento.

2. Prateleiras

Ainda dando destaque à importância da proporção e do livre espaço destinado à circulação, a próxima dica é a instalação de prateleiras. Afinal, elas possibilitam, ao mesmo tempo, a organização e o melhor aproveitamento das paredes, sem deixar o ambiente carregado.

As utilidades são infinitas: acomodar livros e revistas, expor bebidas, guardar caixas organizadoras ou exibir peças de decoração. Tudo depende unicamente do seu estilo. Essa versatilidade confere às prateleiras o título de grandes coringas da decoração de interiores.

Aqui também vale mencionar os nichos, cuja utilidade é bem parecida.  A diferença fica por conta do formato. Enquanto as prateleiras são tábuas retas, os nichos costumam ter formato de cubos, vazados ou não. Escolher entre um e outro é questão de gosto.

3. Espelhos

Os espelhos são conhecidos aliados dos ambientes pequenos. Além de dar sensação de amplitude, esses itens têm o poder de favorecer a iluminação natural e destacar os pontos fortes da decoração.

No entanto, antes de sair distribuindo espelhos pela sala, preste atenção nas dicas:

  • Antes de posicionar o espelho, observe muito bem o que ele vai refletir. Você não quer um espelho refletindo o interior do seu banheiro, certo? Tente valorizar uma escultura, um lustre, uma planta ou algo que realmente mereça ser visto duas vezes.
  • Não limite o uso dos espelhos a um quadrado pendurado na parede. Existem móveis espelhados que podem cair muito bem, como mesas de centro, armários e por aí vai.
  • Os espelhos verticais costumam dar a impressão de cômodos mais altos. Por isso, se você quer que a sua sala pareça ter um pé direito maior, invista em espelhos que vão do teto ao chão

4. Puffs

Não é porque você tem uma sala pequena que precisa colocar os amigos sentados no chão, né? Os puffs, sobretudo os quadrados ou retangulares, são ótimos recursos para acomodar as visitas confortavelmente sem precisar de muito espaço.

Você pode encontrar essas peças nos mais diferentes estilos, estampas e texturas. Basta escolher a que mais combina com o restante da decoração.

Quando não estiverem sendo utilizados, os puffs podem ser guardados embaixo de algum móvel, na lateral do sofá ou até no meio da sala, como se fossem uma mesinha de centro.

https://br.pinterest.com/pin/614108099166182609/

5. Piso contínuo

A quinta dica é algo que talvez você nunca tenha reparado, mas que faz toda a diferença, especialmente em ambientes pequenos.

Você já reparou que em construções mais antigas, é muito comum que cada cômodo tenha um piso diferente? A cozinha tem um piso, na sala o modelo já é outro e os quartos todos com um terceiro modelo. Provavelmente na casa dos seus pais ou dos seus avós é assim.

Quando esse padrão é usado em casas ou apartamentos espaçosos, não há muito problema. No entanto, quando o assunto é ambiente pequeno, o efeito visual provocado pelos pisos diferentes faz com que o cômodo pareça menor do que já é.

Em contrapartida, ao utilizar um único revestimento em todo o apartamento, incluindo a sala, o efeito de continuidade proporciona a sensação contrária: amplitude. Por isso, se no seu apartamento os pisos são diferentes, é hora de mudar.

Hora de colocar a mão na massa!

Agora que você já sabe o que fazer para ter uma sala pequena e, ao mesmo tempo, espaçosa, é hora de repaginar esse cômodo.

Vale lembrar que essas dicas servem para qualquer tipo de sala, seja ela um único ambiente ou um ambiente integrado, como é o caso da sala de um apartamento studio. Nesse caso, é interessante também investir em divisórias vazadas para delimitar os ambientes de forma leve.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *